26 de nov de 2009

Trepando como um panda

Editado e postado por º..keka..º 2 comentários Dicas


Linara era aquele tipo de mulher que os homens costumam chamar de "quente". Não daquelas que demonstram gostar de sexo trajando roupas vulgares e pintando a cara como uma puta. Não, ela fazia parte daquele raro grupo de fêmeas que costumo designar “trepada-surpresa”. Você vai para cama com elas esperando o trivial e, sem que espere, tem de domar uma pantera pronta a te devorar.


Depois de conhecer a encantadora Linara dos passeios de mãos dadas pela praia e dos quase tímidos beijos de despedida no portão de casa, César descobriu que tinha nas mãos uma femme fatale quase dois meses de namoro depois. O que seria um presente dos deuses para qualquer homem, para César transformou-se num tormento.

Ele sofria da síndrome do panda, que nada mais é do que uma baita preguiça de trepar. O termo, segundo disse o terapeuta, tinha a ver com a inaptidão para o sexo dessa espécie de ursos, o que os coloca em risco de extinção. Vida agitada, excesso de trabalho, estresse seriam os motivos que o levavam a ter pouco apetite sexual. No caso dos pandas, sabe-se lá o que acontece. Sugiro uma consulta ao Google Acadêmico para os leitores curiosos.

O fato é que Linara gostava de trepar e César de assistir DVD abraçadinho e depois pegar no sono. Durante um tempo ela até levou na boa. Gostava dele. Mas aos poucos foi se cansando do jeito panda de ser do namorado. Ele, inclusive, contou a ela a história dos ursinhos pouco afeitos a uma foda. Disse que andava tenso com o trabalho, a faculdade, etc. Jurou que tudo ia mudar em breve.

Essa história aconteceu em 2005. Hoje, os pandas machos continuam pouco interessados nas xoxotas gordas das pandinhas. César se formou em jornalismo e, como todo bom profissional da área, lê muitos, assisti a muitos filmes e não come ninguém. Já Linara está namorando um surfista que não sabe nem em que hemisfério do planeta está, mas que transa como um macaco bonobo.

Roberto Guerra. Jornalista, contista.


_______________________________________________________________________
Não conhece a fama dos bonobos? acesse o Google cara-pálida!.
_______________________________________________________________________
Não tenho parte alguma, relacionada a esse conto... eu juro, eu vi aqui.



25 de nov de 2009

Sempre acontece!!

Editado e postado por º..keka..º 1 comentários Dicas
Enjoado da sua vida sentimental??
Isso é normal
e é descrito perfeitamente nesse video que encontrei no orkut do @prisco_ (twiita ele :D)



24 de nov de 2009

Procedência duvidosa?

Editado e postado por º..keka..º 1 comentários Dicas
Ter amizade com quem trabalha em distribuidora de cerveja, as vezes é muito útil.
Sempre te chamam pros churrascos de boas vindas aos novos funcionários. E sempre rola muita cerveja, e o melhor: DE GRAÇA.
Uma vez, por ser a mais "de casa", na mesa em que eu estava sentada, fui nomeada garçonete:
Eu: Qual cerveja vocês preferem?
Thi: vê lá a mais gelada...
Eu:
Thi: Ah.. Trás ORIGINAL
Eu: E você por acaso acha, que aqui tem alguma cerveja falsificada?

Eles rolaram de rir, da minha cara, até eu entender que ORIGINAL era o nome de uma cerveja
¬¬

Pega, Rex!

Editado e postado por º..keka..º 1 comentários Dicas
Fim de semana a base de álcool, sempre termina com piadas sem graça, ou fatos engraçados que envolvem crianças ou animais... Tive o prazer, de presenciar, neste domingo uma dessas pérolas:

- Uma vez meu pai, foi tomar um comprimido de viagra, e o comprimido caiu no chão, e por não conseguir encontrar, o esqueceu... Só percebemos quem o tinha encontrado, quando o poodle macho que temos la em casa, tava dando calhambota, encima do sofá.
- Não seria cambalhota?
- O cachorro é meu, ele faz o que eu quiser...



:D

20 de nov de 2009

Eu te amo não diz tudo

Editado e postado por º..keka..º 0 comentários Dicas

O cara diz que te ama, então tá! Ele te ama.

Sua mulher diz que te ama, então assunto encerrado.

Você sabe que é amado porque lhe disseram isso, as três palavrinhas mágicas.

Mas ouvir que é amado é uma coisa, sentir-se amado é outra, uma diferença de quilômetros. A demonstração de amor requer mais do que beijos, sexo e palavras, precisa de lealdade, sinceridade, fidelidade

Sentir-se amado, é sentir que a pessoa tem interesse real na sua vida, que zela pela sua felicidade,que se preocupa quando as coisas não estão dando certo, que coloca-se a postos para ouvir suas dúvidas e que dá uma sacudida em você quando for preciso.

Sentir-se amado é ver que ela lembra de coisas que você contou há dois anos atrás, é vê-la tentar reconciliar você com seu pai, é ver como ela fica triste quando você está triste e como sorri com delicadeza quando diz que você está fazendo uma tempestade em copo d’água. Sentem-se amados aqueles que perdoam um ao outro e que não transformam a mágoa em munição na hora da discussão

Sente-se amado aquele que se sente aceito, que se sente inteiro.

Sente-se amado aquele que tem sua solidão respeitada, aquele que sabe que tudo pode ser dito e compreendido.

Sente-se amado quem se sente seguro para ser exatamente como é, sem inventar um personagem para a relação, pois personagem nenhum se sustenta muito tempo.

Sente-se amado quem não ofega, mas suspira; quem não levanta a voz, mas fala; quem não concorda, mas escuta.

Agora, sente-se e escute: Eu te amo não diz tudo!


(Arnaldo Jabor)

O amor também destrói

Editado e postado por º..keka..º 1 comentários Dicas

Cristina gostava de Lucas.

Não tinham um relacionamento cheio de mimos... Mas eles se davam bem.

Se não fosse pela fama dele, de "galinha" e ela sempre ficar com o pé atrás.

"Pagodeiro é uma raça. Uma raça sem vergonha" Ela sempre repetia a ele.

Quanto mais eles se viam, mais se gostavam, e ele sempre dava um jeito de se distanciar dela quando percebia a situação. Ela também não ligava, não dava nenhum sinal de vida, se ele não desse.

Ficaram mais uma vez, e ela decidiu que seria a última. Não foi algo acordado entre os dois, foi uma decisão apenas dela. Que quando se afastou de uma vez por todas, ele respeitou, e entendeu.

Ela continuou gostando dele, mas de longe... Ela sabia seus passos, mas não os seguia.

Mas um dia, em uma festa, viu no estacionamento, tão solitário, o bem material que ele mais amava: o carro novo.

Ela não sentia raiva do rapaz, mas sentia extremo desejo de vingança.

Mas vingar-se do que? O pobre-coitado não fez nada que ela também não tivesse feito a ele. Afinal, como dizem, "chumbo trocado não dói". Se ele não sabia o que ela sentia por ele, ela também não fazia idéia do sentimento dele. Ela também poderia estar brincando com ele. Foi ela que preferiu a distancia. Mas nada disso passou pela cabeça de Cristina. O que ela estava sentindo alí, naquele momento, era algo que não se poderia controlar.

E não controlou.

Num súbito impulso vingativo, movida a algo que misturava ódio e humor, viu-se furando os pneus dianteiros daquilo que ela julgava mais precioso, materialmente, pra ele. E, não satisfeita, riscou com a chave do carro dela, a lataria, dos dois lados, e encima do capô. Pensou em quebrar um ou dois vidros, mas tal façanha faria um tremendo barulho, pois provavelmente o alarme dispararia, e ela poderia ser pega. Achou pouco o que fez, mas contentou-se.

Saiu dali com um ar de superioridade, e de dever cumprido.

Não sentiu-se mal.

Sentiu-se vingada. Por algo que ainda não sabia, mas que sem dúvida alguma ele merecia.

18 de nov de 2009

Bom de Truco

Editado e postado por º..keka..º 0 comentários Dicas
Sinto muita saudade dos tempos do "Clube do Truco".
Eram reuniões diárias, no horário do almoço. E reuniões nos finais de semana, regados a cerveja, com direito a kibe-cru e torta de banana, feitos pela Renatinha.
Na maioria das vezes, minha parceira era ela.
Recordo-me de uma vez, no aniversário da Kaká, uma reunião de rotina na casa dela, depois de secar algumas latas de cerveja o diálogo, civilizadamente, começou:

Renatinha: Truco!
Kaká: Filhadaputa
Renatinha: O que foi?? Me xingando assim, só porque pedi truco??
Kaká: É porque vc nunca mente... :(

Uma vez, a reunião se expandiu, chegou à fazenda de um tio meu, e foram três dias de muita jogatina... As histórias desse fim de semana, são comentadas até mesmo pelos meus primos, que não entendiam nada de truco, mas que também participaram da bebedeira brincadeira
O clubinho se extinguiu há pouco mais de um ano... Mas as lembranças ficaram na memória.
Ontem, foi níver da Kaká e ela resolveu prestar uma homenagem a quatro integrantes do clube:



\o/

Espero que agente marque um reencontro do "clubinho"... Deu agora uma vontade de jogar truco... :)
At+
Keka ;)

17 de nov de 2009

Tá chegando...

Editado e postado por º..keka..º 0 comentários Dicas

Época de chuvas em Rio Branco??

Que nada...

É a estação das flores.

Fores nos vestidos, nas sandálias, nos cabelos...

Nas vitrines, das lojas, nos ateliês de costura, nos jornais locais (especialmente colunas sociais), é a principal coisa em que se fala.

Também, não seria em vão.

O baile mais esperado do ano, está bem próximo.

O tema? Hawaii. É claro!!

Não conheço uma pessoa sequer, que more em Rio Branco, (e que tenha condições, 400 reais a mesa) que não aguarde, com ansiedade a chegada dessa festa.

Quando anunciam a venda das mesas, a correria até a Casa da Amizade, é total.

Simplesmente, é a única festa, que começa cedo e termina mais cedo ainda... 7 da manhã, é o horário que os mais animados começam a sair...

A festa normalmente, regada a Whisky (nada melhor do que morar bem perto de uma Zofra - Cobija - e ter a oportunidade de comprar um Black Label por 60 reais, salvo engano). Mas ninguém perde a classe.

rsrs

Sei de histórias de pessoas que sequer chegaram a entrar no Baile... Dormiram no estacionamento, dentro do carro, enquanto as namoradas estava lá dentro divertindo-se pacas. Outros, até entraram no baile, mas não lembram de muita coisa, a não ser a hora que o Whisky acaba...

No ano passado, algumas pessoas (como a blogueira que vos fala) sequer chegaram perto da boate... :$ Estacionou em frente ao palco, balançando de um lado pro outro em frente ao palco, como aqueles bonecos de posto de gasolina...

Enfim, são muitas histórias hilárias, que não caberia nesse blog. Afinal são 49 anos de tradição.

O evento atrai o público de todas as idades (à partir dos 16).

E nesse ano, traz uma novidade: A escolha do "Casal Havaiano". (antes era só havaiana)

O que não sei se traz alguma "fama" aos escolhidos, porque não me lembro o nome de nenhuma das meninas que participaram no ano passado. Mas me lembro muito bem da lindíssima Brenda Folhadela, que concorreu em 2007. A que ganhou no mesmo ano, não me recordo o nome, mas o publico foi unanime em dizer que o premio era merecido pela Brenda.

Enfim, queridos... Se forem ao Baile, recomendo começar a beber POUCO tempo antes, já que a festa vai até de manhã, e não queremos perder nenhum momento.


Façam o que eu digo, e não o que eu faço!!

No mesmo dia do Baile, temos a confraternização do Grupo em que trabalho. Um dia inteiro de lazer no Sesi-Clube. Como é tradição anual, tem inicio pela manhã (8 horas) e término à tarde (16 horas) e as atividades serão:

Música ao vivo, aulão de hidroginástica (10:30 h) torneio de futebol, de volei de areia, jogos de mesa (sinuca, totó, ping-pong, etc.) concurso de dança, escolha da "Garota Eleacre" (rsrs) e o Senac vai estar atendendo, com corte de cabelo, maquiagem, dicas de saúde etc. Além do almoço e é claro, a cerveja gelada.. O que combina muito bem com o calor que está fazendo ultimamente, e promete continuar rigoroso conosco.



Desejo que divirtam-se também... se forem dirigir, não bebam, e se forem beber... Me chamem!!


Bjo, meu povo!

t+


Keka

13 de nov de 2009

Aceite as dificuldades

Editado e postado por º..keka..º 0 comentários Dicas

Um velho telefona ao médico para marcar uma consulta para a sua mulher.
A atendente lhe pergunta:
- Qual o problema de sua esposa?
- Surdez. Não ouve quase nada.
- Então o senhor vai fazer o seguinte: antes de trazê-la, fará um teste, para facilitar o diagnóstico do médico. Sem que ela esteja olhando, o senhor, a uma certa distância, falará em tom normal,até que perceba a que distância ela consegue ouví-lo.. Então,quando vier,dirá ao médico a que distância o senhor estava quando ela o ouviu. Certo?
- Está certo.
À noite, quando a mulher estava preparando o jantar, o velhote decidiu fazer o teste. Mediu a distância que estava em relação à mulher. E pensou:
‘Estou a 15 metros de distância. Vai ser agora!’
- Maria, o que temos para jantar? - disse.
Nada. Silêncio. Aproxima-se a 5 metros:
- Maria, o que temos para jantar?
Nada. Silêncio. Fica a uma distância de 3 metros:
- Maria, o que temos para jantar?
Silêncio. Por fim, encosta-se às costas da mulher e volta a perguntar:
- Maria! O que temos para jantar?
- Frango, porra! É a quarta vez que eu respondo!

NORMALMENTE, NA VIDA, PENSAMOS QUE AS DEFICIÊNCIAS SÃO DOS OUTROS E NÃO NOSSAS …

12 de nov de 2009

Resolvi dar uma chance...

Editado e postado por º..keka..º 0 comentários Dicas
'
seria pra mostrar que houve mudanças...???
eu fiquei muito confusa, confesso.
As coisas aconteceram muito rápido e tomaram uma dimensão imensurável.
Por isso pisei no freio.
Parei, me distanciei, pensei, repensei.
O vi.
E naquela mesma hora um misto de fogo, saudade, paixão, carência e desconfiança, tomou-me novamente.
Então resolvi.

"Nossas duvidas são traidoras, e nos fazem perder o que muito poderiamos ganhar, pelo simples medo de arriscar". (Shakespeare)

O mais importante foi
uma chance ao meu coração,
uma chance a mim mesma.


Eu ainda estou confusa...
mas agora é diferente,
estou tão tranquila...
E tão contente

10 de nov de 2009

Só pra constar

Editado e postado por º..keka..º 1 comentários Dicas
Apenas para esclarecer algumas dúvidas sobre os sabores da "princesa", tem essa imagem aí embaixo que achei no google...


Mais informações aqui

Dedico este post à lindíssima Halinne Alves, que discute comigo sobre sabores, sempre que passa do limite de alcool permitido pelo organismo.
Bjo, Morena! ;*

Ele quis me suicidar!!

Editado e postado por º..keka..º 0 comentários Dicas
Momento tenso no setor em que trabalho:

Chefe: "Olha Jéssica, se eu não encontrar esse documento, vou te jogar aqui de cima (2º andar) de cabeça!"
Eu: "Então Nyelle, você já sabe: se amanhã, me encontrarem morta, foi o Chefe"
Chefe: "Jéssica, se você se jogar lá em baixo, e jogarem a culpa em mim (...)"

Simplesmente eu...

Editado e postado por º..keka..º 0 comentários Dicas

'

Então minha querida, estava eu, aqui no meio dessa tarde chata de sábado, procurando algo pra ler na net. Acabei achando esse texto que me lembrou muito suas sacadas inteligentes.

"Pode invadir ou chegar com delicadeza, mas não tão devagar que me faça dormir. Não grite comigo, tenho o péssimo hábito de revidar. Acordo pela manhã com ótimo humor mas ... permita que eu escove os dentes primeiro. Toque muito em mim, principalmente nos cabelos e minta sobre minha nocauteante beleza. Tenho vida própria, me faça sentir saudades, conte algumas coisas que me façam rir, mas não conte piadas e nem seja preconceituoso, não perca tempo, cultivando este tipo de herança de seus pais. Viaje antes de me conhecer, sofra antes de mim para reconhecer-me um porto, um albergue da juventude. Eu saio em conta, você não gastará muito comigo. Acredite nas verdades que digo e também nas mentiras, elas serão raras e sempre por uma boa causa. Respeite meu choro, me deixe sozinha, só volte quando eu chamar e, não me obedeça sempre que eu também gosto de ser contrariada. ( Então fique comigo quando eu chorar, combinado?). Seja mais forte que eu e menos altruísta! Não se vista tão bem... gosto de camisa para fora da calça, gosto de braços, gosto de pernas e muito de pescoço. Reverenciarei tudo em você que estiver a meu gosto: boca, cabelos, os pelos do peito e um joelho esfolado, você tem que se esfolar as vezes, mesmo na sua idade. Leia, escolha seus próprios livros, releia-os. Odeie a vida doméstica e os agitos noturnos. Seja um pouco caseiro e um pouco da vida, não de boate que isto é coisa de gente triste. Não seja escravo da televisão, nem xiita contra. Nem escravo meu, nem filho meu, nem meu pai. Escolha um papel para você que ainda não tenha sido preenchido e o invente muitas vezes.

Me enlouqueça uma vez por mês mas, me faça uma louca boa, uma louca que ache graça em tudo que rime com louca: loba, boba, rouca, boca ... Goste de música e de sexo. Goste de um esporte não muito banal. Não invente de querer muitos filhos, me carregar pra a missa, apresentar sua família... isso a gente vê depois ... se calhar ...

Deixa eu dirigir o seu carro, que você adora. Quero ver você nervoso, inquieto, olhe para outras mulheres, tenha amigos e digam muitas bobagens juntos. Não me conte seus segredos ... me faça massagem nas costas. Não fume, beba, chore, eleja algumas contravenções. Me rapte! Se nada disso funcionar ... experimente me amar!"

(Martha Medeiros)


>> Desculpem-me mas vou manter em segredo, o nome da pessoa que me enviou o e-mail.

;*

9 de nov de 2009

Homens

Editado e postado por º..keka..º 0 comentários Dicas
Tudo bem, queremos meninas legais, sexy, inteligentes e bonitas...
Muito fácil falar, pois quando aparece uma assim, de bandeja, a primeira coisa que a gente pensa é OPA... me dei bem! Ficamos com elas uma vez, duas... Começamos a pensar que essa é a mulher que nossas mães queriam como noras.
E esse relacionamento vai ser uma relação estável, vc vai buscá-la na faculdade, sair para o cinema, um barzinho, vai ter sexo toda semana...tudo muito básico, até virar uma rotina sem graça...
Vc vai olhar os caras bem vestidos e bem humorados indo para noite arrasar com a mulherada e vai morrer de inveja. Vai sentir falta daquelas cantadas infalíveis na noite, falta de dar umas olhadas pra uma gata, ou aquela dançadinha provocativa na pista... Aí vc pensa: Não estou pronto para isso, me enclausurar o resto da vida nesse relacionamento. E a boa menina se transforma numa MALA, e aos poucos vc vai sentir nojo dela. Quando vc vê o nome dela no seu celular não dá vontade de atender...
Aquela promessa de vida estável vai por água a baixo, e se a menina não se dá conta vc começa a ser grosso, muito grosso! E a pobre menina pensa: O QUE EU FIZ?? coitada num fez nada a culpa é nossa mesmo... Aí a gente volta pra nossa vidinha que a gente odiava a semanas atrás. A gente não vê a hora de sair e arrasar na noite...ou pegar aquela mulher gostosona que sempre quisemos. GRANDE DESILUSÃO.
Você chega em casa depois da balada, sozinho e fica tentando entender pq não está satisfeito. De repente foi pq a linda e gostosona que vc ficou na nigth nem pediu seu telefone. FRUSTRAÇÃO.
Daí por mais que não queira, vc pensa na sua menina boazinha que vc deixou pra trás, ela podia ter seus defeitos, mas ficaria do seu lado te dando valor...
Enquanto isso, a boa menina, chateada e lesada custa a entender o que ela fez pra ter te afastado dela... E essa dúvida vira ANGÚSTIA que vira RAIVA.
Então a menina manda tudo a PUTAQUEPARIU!!! Não quer mais saber de nada, só sair, zuar e beijar outros caras! Resolve não se envolver mais, pra não sair lesada ou machucada...Muito bem acabamos de criar uma MONSTRA!!!
O tempo passa e a gente continua na mesma... volta a reclamar da vida e das mulheres. Elas só querem as coisas com homens cachorros e não estão nem aí pra nós... ou será que nós fomos os cachorros?? Elas são assim por culpa nossa.
A mulher da NIGTH hoje, era a BOA MENINA de outro homem ontem, e assim sucessivamente... Provavelmente essa nossa ex-boa menina, deve estar enlouquecendo a cabeça de outro homem por aí...
EU A PERDI PARA SEMPRE, ELA VIROU UMA MULHER ENLOUQUECEDORA E A ENCONTREI NA BALADA..E ELA?? NEM OLHOU PRA MIM... (MAS ESTAVA MAIS LINDA DO QUE NUNCA).

4 de nov de 2009

Isso que é pechincha

Editado e postado por º..keka..º 0 comentários Dicas
Fazendo compras em Cobija, meu ex-namorado queria mostrar como era perito em cultura boliviana, e como dominava bem o español:
Vendedora: Este custa 10, e este custa 20.
Ex-namorado: Este 10 e este 20, pago Treinta e Cinco, nos dois patrícia..

3 de nov de 2009

Escola de sofrimento?

Editado e postado por º..keka..º 0 comentários Dicas
A Wan colocou no som do carro um cd do qual não aprovei:
- Ai criatura, tira isso aí... que dor de corno...
- Ah, Jéssica, tu que não sabe nem sofrer ¬¬

Não foi batalha... Foi guerra

Editado e postado por º..keka..º 1 comentários Dicas
Sabado a noite, fugi do niver do meu avô (que não tinha uma gota de alcool) pra passear pela cidade... Mas todos os bons bares, estavam lotados. Até o bendito Santa Cerva não tinha uma mesa vaga.
Ligamos pra alguns amigos:
- Keka, estamos indo no Batalha.
- Batalha? Onde é isso?
Explicado o local, eu imaginei que fosse um bar. Bar bem fuleirinho, mas um bar. Talvez até por isso, eu tenha ficado mais impactada quando vi o lugar.
Era um pagodão da pior categoria.
Pra começar, parecia uma feira de motos usadas. Devia ter umas 50, enfileiradas lado-a lado, e um pouco atras, tinha bicicletas, inúmeras delas...
Avistamos o carro do meu amigo, e paramos... Pensamos, por uns minutos, trancadas dentro do carro.
- Lembra que eu perguntei onde era isso? Agora eu reformulo a pergunta: O que é isso???
Entramos.
O maior erro cometido.
Nunca vi tanto homem (feio, suado e bêbado) junto.
E as mulheres?? Não havia roupa, eram pedaços de pano enrolados no corpo =~
Olhos atentos, fomos adentrando no recinto,
ér... cadê meus amigos??? Nem sinal.
- Ali!
Foi como ouvir sinos tocando.
Meus amigos, super-bem-acompanhados (moças lindas, magras, de categoria, tímidas e recatadas)
Eu era um peixe fora d'agua.
Saimos dali o mais rápido que pudemos.
Não me perguntem os movimentos a la matrix que tive que fazer pra não tocar, e principalmente não ser tocada por nenhum moço suado.
Dizem que todos tem seus 15 minutos de fama. Esses foram meus 15 minutos de decadência.
Respeito quem gosta, mas a minha presença alí... só por muito amor mesmo!!!
 

º:..coisas da keka..:º Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Online Shop Vector by Artshare